×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 137

ANO INTERNACIONAL DA AGRICULTURA FAMILIAR (AIAF) 2014

20 janeiro 2015, 12:00 am
Publicado em Notícias
Ler 1677 vezes

feira da batata O Município de Vila Real assinou, no dia 6 de setembro, um protocolo de colaboração com a Associação de Agricultores do Concelho de Vila Real, no âmbito da cooperação na organização, promoção e divulgação de diversas atividades integradas no ano Internacional da Agricultura Familiar.
Jorge Maio, Presidente da Associação de Agricultores do Concelho de Vila Real e Lino Carvalho, Presidente da Junta de Freguesia da Campeã, elogiaram a forma como o Município de Vila real tem vindo a apoiar a agricultura no concelho, dando como exemplos o Mercado dos Produtos da Terra, que se realiza todos os sábados no Mercado Municipal e o apoio à I Feira da Batata da Campeã.
Este acordo de cooperação foi formalizado por ocasião da I Feira da Batata da Campeã, uma iniciativa integrada nas comemorações locais do Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF).
O Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) 2014 visa a aumentar a visibilidade da agricultura familiar e dos pequenos agricultores, focalizando a atenção mundial no seu importante papel na erradicação da fome e pobreza, provisão de segurança alimentar e nutricional, melhora dos meios de subsistência, gestão dos recursos naturais, proteção do meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável, particularmente nas áreas rurais.

Consciente deste facto o Município de Vila Real tem vindo a promover, desde o passado mês de fevereiro, os produtos da terra, com a realização do Mercado do Produtos da Terra, todos os sábados, no Mercado Municipal. Nele podem participar todos os pequenos produtores, nomeadamente da agricultura dita familiar, com os produtos excedentários da sua produção.
Considerando que a agricultura familiar tem um importante papel socioeconómico, ambiental e cultural, o objetivo do AIAF 2014 é reposicionar a agricultura familiar no centro das políticas agrícolas, ambientais e sociais nas agendas nacionais, identificando lacunas e oportunidades para promover uma mudança rumo a um desenvolvimento mais equitativo e equilibrado.

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários