PROJETO DO MUNICÍPIO DE VILA REAL PARA A RECUPERAÇÃO DA CENTRAL DO BIEL/FÁBRICA DO GRANJO CONTA COM PATROCÍNIO DA EMPRESA DOURO GÁS

6 dezembro 2018, 2:47 pm
Publicado em Notícias
Ler 54 vezes

biel O Município de Vila Real e a empresa Douro Gás formalizaram, no dia 3 de dezembro, um acordo de parceria que permitirá dar mais um passo para a concretização do projeto de requalificação da Central do Biel/Fábrica do Granjo. Este projeto, que será executado pela autarquia em duas fases, pretende preservar a história de Vila Real através da requalificação da antiga central hidroelétrica do rio Corgo, reconhecida como uma das primeiras centrais elétricas a abastecer a rede pública no país.
A primeira fase do projeto já tem assegurado financiamento pelo PRODER, no valor de 350 mil euros, e passará pela preservação do património existente, fechando o espaço para estancar o processo de degradação depois de longos anos de abandono, e por abrir a central hidroelétrica à visitação, tornando-a num local de interesse público. Os trilhos de acesso à central serão igualmente recuperados no âmbito de um projeto complementar a este, que já está em execução, e que visa o alargamento do parque Corgo para a zona das escarpas, ampliando os percursos naturais. Este projeto, onde serão investidos 500 mil euros, no âmbito do protocolo entre o Município de Vila Real e o Ministério do Ambiente, através do Fundo Ambiental, inclui ainda a recuperação de percursos antigos, colocação de pontes e passadiços em algumas zonas, o que possibilitará o usufruto de uma das zonas mais escarpadas do parque Corgo, assim como a ligação ao Jardim Botânico da UTAD.
Ao abrigo do acordo agora formalizado a Douro Gás, primeira empresa do concelho a associar-se a esta iniciativa, irá patrocinar a componente interativa do projeto da Central do Biel/Fábrica do Granjo que incluirá, nomeadamente, a criação de uma página web, o desenvolvimento de uma aplicação mobile e a instalação de totens interativos.
Como sublinhou o presidente da Câmara, Rui Santos, “a Câmara Municipal sozinha consegue fazer muito pouco, pelo que tentamos sempre envolver toda a comunidade”. “Esta parceria é um bom exemplo disso mesmo e esperamos que seja apenas a primeira de muitas outras que surgirão”.
O investimento global do projeto rondará os 1,7 milhões de euros pelo que, para além dos fundos comunitários e dos recursos próprios da edilidade, é importante atrair o investimento de privados, nomeadamente na área das energias. A segunda fase do projeto compreenderá, entre outras coisas, a construção de um sistema de elevação/vagonetes e a recuperação de alguns dos mecanismos eletromecânicos originais da Central do Biel/Fábrica do Granjo.

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários