MUNICÍPIO INVESTE NA AQUISIÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS AO ENSINO 

Inserido numa política de investimento na área da educação, concretamente no que se refere às novas tecnologias aplicadas ao ensino, e tendo em vista garantir as melhores condições no processo ensino-aprendizagem, o município de Vila Real procedeu à aquisição e instalação de câmaras e barras de som em todas as salas do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico, assim como, de 4 active panels nas escolas do segundo e terceiro ciclos, num investimento superior a 30 mil euros. 

Alexandre Favaios, Vice-Presidente e Vereador do Pelouro da Educação, relembrou outros investimentos já realizados pela autarquia neste domínio, nomeadamente, a aquisição de equipamento informático, instalação de rede wi-fi, aquisição de mobiliário diverso, bem como material didático-pedagógico, a ser utilizado no âmbito da componente letiva dos diferentes estabelecimentos de ensino. 

O município de Vila Real continua, assim, a encarar a educação e formação de crianças e jovens como uma prioridade pautando a sua intervenção neste setor numa ótica de serviço público.  

Apresentação dos Intercâmbios Escolares do Eixo Atlântico

O Eixo Atlântico apresenta, uma vez mais, os intercâmbios escolares entre jovens da Galiza e do Norte de Portugal. A partir do mês de março, os alunos do 2º ciclo do ensino básico terão a oportunidade de se deslocar às escolas do país vizinho, mediante concurso de seleção, com a finalidade de promover e dar a conhecer aos estudantes e professores, o seu município, os municípios integrantes do Eixo Atlântico e o próprio Eixo Atlântico, bem como o seu património (cultural, natural e imaterial).
Este programa pretende sensibilizar os estudantes para a importância de viver num município integrante do Eixo Atlântico e de formar parte da Eurorregião, bem como promover a realização de experiências didáticas que potenciem o uso do município como recurso educativo.
Nesta edição, perto de 250 estudantes de sete cidades da Eurorregião vão disfrutar deste programa. Os municípios participantes são: A Coruña, Braga, Guimarães, Ribeira, Santa Maria da Feira, Santiago de Compostela e Vila Real. Cada grupo será acompanhado por dois professores e um técnico municipal.
Nesta edição, as duplas de intercâmbios são entre os Município Galegos e o Município Portugueses – Ribeira/Vila Real – Ribeira/Braga - A Coruña/Santa Maria da Feira - Santiago de Compostela/Guimarães

Os participantes, no decorrer das aulas, vão trabalhar com o Guia Didático, uma banda desenha que pretende mostrar aos jovens da Eurorregião todas as cidades que fazem parte do Eixo Atlântico. Durante a primavera de 2023, terão lugar as visitas de estudo com uma duração entre 2 a 3 dias.
Os intercâmbios escolares foram uma iniciativa do Eixo Atlântico que começou há mais de 20 anos, e que foi retomada, em 2018, por sugestão dos municípios de Vila Real e Santiago de Compostela.
O Vice-presidente e Vereador da Educação e Ensino, Alexandre Favaios, reconhece o interesse e a pertinência do programa nesta ideia de Escola global e de visão abrangente na diversificação de experiências. Neste sentido fez já a divulgação dos intercâmbios escolares pelos respetivos Diretores das Escolas na certeza de que várias turmas e professores se entusiasmarão com o projeto.

eixo qr

OCUPAÇÃO DAS INFRAESTRUTURAS DESPORTIVAS DO MUNICÍPIO DE VILA REAL EM 2022 

No ano 2022 verificou-se a retoma de utilização dos espaços desportivos na sua plenitude, após dois anos marcados pela Pandemia Covid-19. Neste sentido, no ano transato, passaram pelas Infraestruturas Desportivas, Propriedade ou Sob Gestão Municipal, 274 417 pessoas, entre atletas, alunos, utentes e assistência. 

Para estes números muito contribuíram as elevadas taxas de utilização das associações desportivas do concelho no Pavilhão dos Desportos de Vila Real, e de utentes e utilizadores regulares nas Piscinas Municipais Cobertas. Ambas as infraestruturas registaram índices de ocupação muito próximos dos 98% da sua capacidade total. 

Em termos de utilização regular das infraestruturas desportivas, há a realçar os números de atletas e assistência no Pavilhão dos Desportos, com 94 804 entradas anuais, e das Piscinas Municipais Cobertas, com um total de 68 879 utilizadores. 

No sentido de assegurar a adequação da oferta e as melhores condições de conforto e bem-estar a todos os utentes dos espaços desportivos municipais, no que se refere à prática desportiva ou de aprendizagem e lazer, o município de Vila Real mantém atualizado o levantamento dos recursos, meios e necessidades, bem como das intervenções que urgem.  

Consciente de que alguns dos recursos disponíveis já não conseguem responder à procura e às exigências atuais, a autarquia lançou as bases para a construção das novas Piscinas Municipais Cobertas que, como os números de ocupação e frequência de utilizadores atestam, são uma necessidade eminente para o concelho e que, muito em breve, serão uma realidade, salientou o Vice-Presidente e Vereador do Pelouro do Desporto, visivelmente satisfeito com os números apresentados.

RETOMA DO PROGRAMA DIABETES EM MOVIMENTO 

No dia 9 de janeiro, teve lugar, no auditório do Pavilhão dos Desportos de Vila Real, uma sessão que assinalou a retoma do Programa Diabetes em Movimento 2023, que acontece em simultâneo em 22 concelhos de Portugal. O Vice-Presidente e Vereador do Desporto, Alexandre Favaios, esteve presente nesta sessão de boas-vindas onde manifestou a sua satisfação com o regresso deste Programa que, como referiu, tem contribuído para a melhoria da qualidade de vida de dezenas de pessoas. 

Diabetes em Movimento é um projeto comunitário de exercício físico para pessoas com Diabetes tipo 2, implementado em Vila Real desde 2014, numa parceria entre o Município de Vila Real, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, o ACES Douro I – Marão e Douro Norte e o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. A coordenação é realizada pelo Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física e pelo Programa Nacional para a Diabetes da Direção-Geral da Saúde. 

Esta iniciativa de intervenção multi-institucional e multidisciplinar representa um esforço articulado da sociedade para proporcionar uma solução concreta e efetiva de exercício físico para esta população. 

A diabetes é um dos principais problemas de saúde pública do nosso país (existe cerca de 1 milhão de pessoas com esta doença crónica em Portugal) e a atividade física é um dos pilares do tratamento, melhorando o controlo metabólico, reduzindo o risco cardiovascular e aumentando a funcionalidade e a qualidade de vida. 

No concelho de Vila Real são regularmente acompanhados pelo Programa Diabetes em Movimento cerca de 120 utentes. O encaminhamento de participantes é realizado através das Consultas de Diabetes do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Mateus, Unidade de Saúde Familiar Fénix, Unidade de Saúde Familiar Corgo e Unidade de Saúde Familiar Nuno Grande. 

 

XXVIII Encontro de Cantadores de Janeiras

Após um interregno devido à pandemia, este ano, felizmente, foi possível voltar a realizar, no passado sábado, o habitual Encontro de Cantadores de Janeiras, e receber no Teatro de Vila Real, neste nobre equipamento cultural, as várias coletividades que quiseram juntar-se a nós! 

O Município não pode deixar de prestar uma homenagem a todos quantos se envolveram, porque este Encontro só foi possível graças ao trabalho, ao empenho e à dedicação das mais diversas associações e coletividades que, de perto, têm trabalhado connosco.

“É com muito orgulho que podemos afirmar que a nossa cidade e o nosso concelho têm coletividades, que têm desenvolvido um extraordinário trabalho em prol da “Res Publica”, permitindo que Vila Real se afirme, não só no concelho, mas também em toda a região, no país e até no estrangeiro”, assim afirmou a Vereadora da Cultura, Mara Minhava.

Cada vez mais há menos pessoas com disponibilidade para se envolverem no associativismo, pelo que o autarca, Rui Santos, deixou uma palavra de agradecimento e de encorajamento às quase 500 pessoas que participaram neste Encontro, referindo que “o Município precisa do vosso trabalho, da vossa dedicação e do vosso empenho, para que não se perca a identidade cultural do nosso concelho, da nossa região e das nossas gentes”!

Mais do que criar um espaço para se cantarem canções de Janeiras, o Município pretende que estes momentos se constituam também como privilegiados espaços de partilha e de confraternização, tão importantes para o fortalecimento das relações interpessoais e da criação de sinergias entre os diferentes grupos.

Por último, é de referir que não é qualquer Município que pode orgulhar-se de contar com a pronta colaboração das mais diversas coletividades de cada vez que organiza um evento artístico ou cultural, pelo que só podemos ter duas palavras – orgulho e gratidão!

Contactos
   259308100

  geral@cm-vilareal.pt

   Avenida Carvalho Araújo
     5000-657 Vila Real
Aplicação do Município
A nossa aplicação está disponível para IOS e ANDROID
Informações