REPAVIMENTAÇÃO DA AVENIDA DA EUROPA

10 setembro 2015, 11:00 pm
Publicado em Notícias
Ler 4585 vezes

A partir da próxima segunda-feira, dia 14 de setembro, e pelo período previsto de três semanas, irão decorrer os trabalhos de Repavimentação da Avenida da Europa, intervenção com a qual o Município de Vila Real espera encerrar, de uma vez por todas, a empreitada de requalificação daquela via. Recorde-se que o Município de Vila Real não aceitou, numa fase inicial, a entrega da obra por considerar que o pavimento da via apresentava problemas graves requerendo ao empreiteiro a sua substituição exigindo que se realizasse uma nova intervenção na camada de desgaste de modo a resolver definitivamente o problema.

Como consequência direta da realização destas obras, vai ser necessário introduzir alguns cortes e condicionamentos ao nível do trânsito, com o seguinte faseamento:
Fase 1: Será proibida a circulação de veículos na Avenida da Europa, no sentido Rotunda das "Boxes" - Rotunda de Codessais. O outro sentido ficará a circular normalmente. Vai ser permitida a viragem à esquerda aos veículos provenientes da Quinta de São Pedro (Escola Diogo Cão), efetuando-se para o efeito a remoção de dissuasores. Terá que existir especial atenção à viragem à esquerda aos veículos dos transportes públicos urbanos.
Fase 2: Será proibida a circulação de veículos na Avenida da Europa, no sentido Rotunda de Codessais – Nó de Abambres. O outro sentido fica a circular normalmente.

Durante a realização dos trabalhos os condutores serão desviados através da Avenida Aureliano Barrigas - Rotunda do "Quartel" - Rotunda do "Intermarché" - Rotunda do "Boque" - Avenida de Osnabruck, e o trânsito automóvel na Ponte Metálica funcionará no sentido do Cruzamento Areias (Sinaleiro) para a Estação.
Todos os condicionamentos serão devidamente sinalizados e o acesso aos moradores das zonas envolventes será garantido através dos desvios e sinalização temporária implementada para o efeito.
O Município de Vila Real está consciente das dificuldades e constrangimentos que uma nova intervenção causará a todos os cidadãos, nomeadamente os decorrentes dos cortes e alterações de trânsito necessários à sua boa execução. Espera, no entanto, contar com a melhor compreensão de todas e de todos, atendendo a que, enquanto entidade responsável e cumpridora dos princípios de uma boa gestão dos recursos públicos, não pode deixar passar uma situação destas sob pena de, no futuro, ter que voltar a intervir naquela via para corrigir os problemas agora detetados, com encargos acrescidos para os cofres do Município.

Classifique este item
(6 votos)
Login para post comentários