Festival Rock Nordeste – 2 noites cheias de Rock


rock2012b rock2012

Chegou ao fim a 9ª edição do Rock Nordeste – Festival de Música Moderna, realizado nos dias 27 e 28 de Julho, em Vila Real. O saldo é, para a organização, claramente positivo com o recinto do Complexo de Codessais bastante preenchido e um público muito animado. Passaram pelo Rock Nordeste, nas duas noites do festival, cerca de seis mil pessoas.

Como era esperado, a noite de 28 de Julho, sábado, trouxe mais festivaleiros ao recinto com a actuação dos cabeça-de-cartaz Blind Zero  que animaram o público com uma actuação energética e contagiante onde não faltaram os grandes sucessos do grupo. A abertura da noite esteve a cargo do vila-realense pe7erpanic. Foi, também, a noite da entrega de prémios aos vencedores do Concurso de Bandas de Garagem. Os Darwin Hipnoise, naturais de Arruda dos Vinhos, levaram para  Sul o primeiro prémio,  conquistando o Júri e o público. Logo atrás, ficaram os  Max Suba, dueto de Lisboa e, no terceiro lugar do pódio, ficaram os Suprah, também de Lisboa. A noite terminou em grande com o actor e dj Nuno Lopes a fazer da cabine o seu palco com um set animado que deixou a plateia ao rubro.

 

A noite de abertura do festival foi menos concorrida mas nem por isso menos interessante. Além da primeira fase do Concurso de Bandas de Garagem, com a actuação de quatro bandas – 29th Secret, Primal, The Crawlers e Black Turbo, pisaram também o palco os Thee Orakle e os Ladrões do Tempo, novo projecto musical de Zé Pedro dos Xutos&Pontapés. O colectivo de Dj’s da Antena 3, No Dj’s, encerrou a primeira noite e despertou o apetite dos festivaleiros para o dia seguinte.

Quem visitou o Rock Nordeste teve, igualmente, oportunidade de visitar os vários stands promocionais e o Parque Radical  encheu-se de gente com vontade de experimentar actividades como escalada, touro macânico e rappel, entre outras.

A organização, composta pela Associação Douro Alliance em parceria com o Município de Vila Real, refere estarem lançados fortes alicerces para que este festival se torne uma importante referência no panorama musical português.

(Fotos de Rui Manuel Ferreira)