APRESENTAÇÃO DE ESTUDO SOBRE REABILITAÇÃO URBANA NA ÚLTIMA DÉCADA

20 dezembro 2021, 2:46 pm
Publicado em Notícias
Ler 305 vezes

reab urbana O Município de Vila Real apresentou, em conferência de imprensa, os resultados do estudo encomendado à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, realizado em estreita articulação com os Serviços de Planeamento e Mobilidade do Departamento de Planeamento e Gestão do Território da Autarquia, sobre a dinâmica da reabilitação urbana na zona central da cidade de 2010 a 2020, que abrangeu, essencialmente, a área da ARU do Centro Histórico, da Estação e do Bairro dos Ferreiros.

Na década em análise foram reabilitados 86 imóveis, envolvendo um investimento privado de cerca de 18 milhões de euros e um investimento público a rondar os 2,4 milhões de euros, tudo isto apenas na área da ARU, sublinhou o Presidente da Câmara Municipal, Rui Santos, para quem é evidente a transformação que a cidade tem sofrido nos últimos anos fruto da ação municipal. Rui Santos sublinhou ainda o efeito catalisador que esta intervenção no espaço público teve junto dos proprietários e investidores privados, cujos resultados foram agora demonstrados.

No âmbito deste estudo constatou-se ainda que de 2010 a 2013 houve uma contínua diminuição do investimento na reabilitação urbana, tendência que se inverteu a partir de 2013, ano em que se começou a verificar uma dinâmica consistente e progressiva nas operações de reabilitação urbana, que atingiu o ponto máximo no ano de 2018.

O Vereador do Urbanismo, Adriano Sousa, destacou que, no âmbito deste trabalho, foram analisadas variáveis como a data da construção dos edifícios intervencionados, o número de reabilitações por ano e por artéria assim como o investimento público e privado. O autarca referiu a relevância do levantamento destes dados não só para o planeamento interno do Município, pois vai permitir sistematizar toda a informação, mas também pelo facto de possibilitar a disponibilização ao público de informação que permita compreender as dinâmicas de construção no território.

Reconhecendo-se que a reabilitação urbana vai para além das fronteiras definidas neste estudo, fica em aberto a possibilidade de no futuro o Município expandir este trabalho para além das áreas agora apresentadas.

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários