Plano Operacional Municipal para Época de Incêndios Florestais de 2017

7 junho 2017, 3:10 pm
Publicado em Notícias
Ler 1711 vezes

pomComissão Municipal de Defesa da Floresta Conta Incêndios de Vila Real aprova o Plano Operacional Municipal para Época de Incêndios Florestais de 2017

Em reunião havida no dia 05.06.2017 na Câmara Municipal de Vila Real, a Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (CMDFCI) do concelho de Vila Real, aprovou o Plano Operacional Municipal (POM) para a Época de Incêndios de 2017.
Pretende-se com este plano articular os meios e recursos dos diferentes agentes de proteção civil presentes no território do concelho de Vila Real [Bombeiros, Sapadores Florestais, Forças Policiais (GNR e PSP)] para fazer face ao fenómeno dos incêndios florestais que anualmente, nos meses de verão, afetam o concelho de Vila Real e que este ano, comparativamente com 2016, incorpora mais uma equipa de combate a incêndios florestais, presente na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Cruz Verde de Vila Real.
A Câmara Municipal de Vila Real, através do seu Gabinete Técnico Florestal (GTF), apresentou igualmente à CMDFCI o conjunto de trabalhos que tem vindo a desenvolver em prol da defesa do património florestal concelhio contra os incêndios florestais.
Assim, e em parceria com as Juntas de Freguesia (JF), Conselhos Diretivos (CD) e Entidades Gestoras de Zonas de Caça (ZC), e com o objetivo de dar cumprimento ao aprovado em 2014 no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), a CM de Vila Real tem submetidas a apoios comunitários no âmbito dos apoios preconizados para o setor (PRODER, PDR2020 e POSEUR), 17 candidaturas com um valor global de 1.528.807,00€, encontrando-se uma dessas candidaturas já aprovada no valor de 138.280,87€.
Entre as ações preconizadas nestas candidaturas merecem especial destaque as intervenções de redução de combustíveis para diminuição do risco de incêndio florestal, como são a criação de Faixas de Gestão de Combustíveis (FGC), a criação de mosaicos, plantações e sementeiras, a criação da Rede Primária de Defesa da Floresta Contra Incêndios (RPDFCI) e a criação e beneficiação de 4 pontos de água (PA).
Com recurso aos meios municipais (máquina de rastos), a CM de Vila Real beneficiou já mais de 100 Km de rede viária e divisional concelhia (caminhos e aceiros) e através do apoio anual (15.000€/equipa) concedido às Equipas de Sapadores Florestais (ESF) executou em mais de 55 ha de FGC.
Porque um dos fatores fundamentais de prevenção é a sensibilização dos utilizadores dos espaços florestais para os cuidados a ter na utilização desses espaços, o GTF, em colaboração com os diferentes agentes de proteção civil concelhios, desenvolveram já mais de 100 ações de sensibilização por todo o território concelhio, distribuindo mais de 28.000 folhetos informativos.
No âmbito do Programa Floresta Comum, a CM de Vila Real plantou já mais de 77.000 árvores de espécies autóctones em territórios florestais percorridos por incêndios.
Consciente que o fenómeno dos incêndios são um flagelo que anualmente afetam os nossos espaços florestais, a CM de Vila Real, no uso das competências que lhe estão atribuídas, tudo tem feito para defender e preservar este importante património municipal, dando assim cumprimento ao aprovado no PMDFCI.

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários