PENSAR GLOBALMENTE, AGIR LOCALMENTE NA SALVAGUARDA DA SERRA DO MARÃO

29 janeiro 2016, 12:00 am
Publicado em Notícias
Ler 2191 vezes

marao1Os Municípios de Vila Real, Santa Marta de Penaguião, Peso da Régua, Mesão Frio, Baião e Amarante uniram-se para desenvolver um projeto que visa a preservação e salvaguarda de um bem que lhes é comum e que todos valorizam, a serra do Marão.
Integrando a cadeia montanhosa que se prolonga pelo Alvão, a Serra do Marão tem uma área aproximada de 20.000 hectares, 75% dos quais constitui terreno baldio que se espalha pelos concelhos de Amarante, Baião, Vila Real, Mesão Frio, Santa Marta de Penaguião e Régua. Elemento comum a estes seis concelhos, a região da serra do Marão foi ao longo dos anos motivo de inspiração para grandes autores, como Miguel Torga e Teixeira de Pascoais.
Este projeto tem como primeiro objetivo a proteção da floresta contra incêndios e a reflorestação da serra. A promoção e valorização da serra do Marão, de acordo com as suas potencialidades, tornando-o num motor de apoio ao desenvolvimento das comunidades em complementaridade com outros setores e atividades, será outro dos desígnios desta parceria. Pretende-se, assim, dinamizar o Marão, criando um plano de ação comum, sem prejuízo das iniciativas promovidas por cada município. Pensar globalmente, agir localmente, pode ser o lema desta iniciativa que conseguiu juntar seis municípios que têm a serra do Marão como elo de ligação.
Esta parceria foi formalizada pela assinatura de um protocolo, no dia 29 de janeiro de 2016, através do qual os municípios subscritores se comprometem a dar o seu contributo para a criação de ações comuns, que visem a valorização do Marão enquanto destino turístico, conceber uma identidade visual para a Serra do Marão, estabelecer parcerias com instituições, associações e agentes económicos que contribuam para o enriquecimento das ações realizadas neste território. Comprometem-se ainda, a desenvolver entre todos estratégias para a manutenção da área implantada no território de cada município, passando pela recuperação de caminhos, trilhos e outros marcos paisagísticos emblemáticos, entre outras iniciativas que venham a ser apresentadas.

Classifique este item
(2 votos)
Login para post comentários