VIOLÊNCIA? NÃO OBRIGADO | ESPETÁCULO EXERCÍCIO TEATRAL JUNTOU EM PALCO 50 JOVENS E ATORES PROFISSIONAIS DE TEATRO

23 abril 2015, 11:00 pm
Publicado em Notícias
Ler 2018 vezes

violencia nao violencia nao2VIOLÊNCIA? NÃO OBRIGADO, VIOLÊNCIA? NÃO OBRIGADO, VIOLÊNCIA? NÃO OBRIGADO, VIOLÊNCIA? NÃO OBRIGADO foi a mensagem que ontem, dia 23 de abril, no teatro de Vila Real, alunos e atores profissionais de teatro quiseram passar de forma clara e enérgica ao público que assistia ao espetáculo exercício teatral a partir da obra Gernika de Fernando Arrabal, com Direção Artística da URZE Teatro.
Este espetáculo faz parte do programa “Violência? Não obrigado”, que a Câmara Municipal de Vila Real, em parceria com a Urze Teatro e com o apoio da Fundação Rotária Portuguesa – Rotary Clube de Vila Real, está a desenvolver em algumas escolas do concelho.
Trata-se de um projeto de luta contra a violência que envolve alunos e utiliza o teatro para alertar para todas as formas de violência, educando para a cidadania partindo do princípio de que é na prevenção e na sensibilização que está a chave para se evitar que esta problemática se alastre às gerações futuras.
Inspirado pelo método do «Teatro do Oprimido», desenvolvido pelo dramaturgo brasileiro Augusto Boal, nos anos 1960/70, este projeto arrancou nas escolas Agostinho Roseta, Camilo Castelo Branco, Morgado Mateus, Nervir e S. Pedro, no passado mês de novembro, com a apresentação de performances teatrais sobre o tema da violência exercida sobre as mulheres. A estas performances seguiram-se cerca de 100 sessões de formação distribuídas pelas referidas escolas, onde a temática da violência mereceu destaque através da experiência teatral, experiência essa que conduziu à preparação do espetáculo teatral entretanto apresentado, a que se seguirá a realização de uma semana aberta através da qual o debate será aberto a toda a comunidade educativa.
Refira-se que este projeto surge no âmbito das medidas de apoio à igualdade e de prevenção e combate à violência, áreas de intervenção que o Município assumiu como prioritárias.

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários