VILA REAL MEDIEVAL: ROTEIROS E CIRCUITOS DO PATRIMÓNIO

26 janeiro 2021, 11:34 am
Publicado em Notícias
Ler 582 vezes

igreja s dinis Foi aprovado, na reunião do executivo municipal de 25 de janeiro, o projeto Vila Real Medieval: Roteiros e Circuitos do Património, que será agora candidatado às atividades de reprogramação/reforço financeiro do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos do Douro (PROVERE DOURO).

Com este projeto a autarquia vila-realense pretende preservar e valorizar o património medieval do concelho, do qual se destaca a primeira igreja da cidade de Vila Real (S.Dinis), cujo estado de degradação urge estancar e inverter. Resgatar, preservar, conhecer e valorizar este património de reconhecida grandeza e raridade, que se encontra abandonado e/ou subvalorizado, é o objetivo do Município de Vila Real que espera com esta iniciativa aprofundar a identidade de Vila Real e valorizar os recursos turísticos, culturais e de gestão do território, dando corpo a um plano de valorização e revitalização do património medieval assente nos eixos da arquitetura civil, religiosa e militar e dos caminhos medievais outrora importantes na estruturação do território.

O projeto, num investimento total estimado de 1.468.982,00€, organiza-se em duas ações. A primeira, estrutural, visa a reabilitação de um conjunto patrimonial medieval de grande importância para a constituição dos roteiros medievais, designadamente as obras de recuperação e/ou conservação de imóveis patrimoniais relevantes (Igreja de S.Dinis, Torre de Quintela e 4 Fontanários) que, conjuntamente com a rede viária, organizavam a malha urbana medieval de Vila Real. A segunda ação, de natureza imaterial, reúne todas as atividades vocacionadas para a partilha do conhecimento histórico acerca da época medieval, orientadas para a produção de materiais informativos, a utilizar nas diversas ferramentas, produtos e atividades de animação dos roteiros, em suporte físico e digital.

Paralelamente a este processo, e na sequência da realização, pela Direção Regional de Cultura do Norte, de uma avaliação preliminar do estado de conservação da Igreja de S. Dinis que confirmou a necessidade de intervenção imediata por forma a garantir o património existente, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto elaborou um estudo que levou à aquisição de um projeto de execução da Reabilitação, Reparação e Reforço necessários, que também foi aprovado na reunião de câmara do dia 25 de janeiro, e cuja intervenção orça em cerca de 868.221,98€.

Esta intervenção insere-se na estratégia que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver de recuperação, beneficiação e de valorização do património cultural de Vila Real, associando-se este projeto ao da “Musealização” da Central do Biel, relevante património histórico industrial, que se encontra já em fase adiantada de adjudicação.

Classifique este item
(1 Vote)
Login para post comentários